sábado, 13 de novembro de 2010

Pears Schnapps

Dia da destilação, para primeira vez foi bem extensa por conta do excesso de cuidados e ainda se faz necessário um bico de papagaio e um alcoômetro, mas o resultado foi bom.
No total foram 8 horas, pra variar fiz um volume maior do que a capacidade e precisei realizar 3 corridas, além disto o fogão elétrico de 1000 W faz uma fervura mais lenta e delicada o que impactou no tempo total, na terceira corrida usei gás e percebi uma eficiência maior, porém mais grosseira e isso quer dizer que na próxima talvez seja melhor realizar o stripping (Low wines) e depois uma destilação mais fina (Heads - Middle Run - Tails). Só se aprende fazendo!
Apesar de ter lido muito para esta primeira etapa, é o aprimoramento na identificação das etapas que deve ser intensificado para aproveitar ao máximo.
Agora é esperar o envelhecimento e engarrafar.
video

Até mais.

2 comentários:

Filipe disse...

Eu ainda estou engatinhando no mundo da destilação, mas estou determinado em começar.
Você saberia me dizer qual seria o equipamento para medir a presença de cobre na bebida? Estou indo para Portugal em Dezembro e estou animado em comprar um destilador como o seu.
alguma recomendação?
Abraço.

Cervejas 3 Monges disse...

Olá Filipe, eu também sou bem novo nisto, mas na net tem muita informação. Pelo que conheço não é tão simples medir o teor de cobre. Quanto aos alambiques são muitos os tipos, eu preferi a alquitarra por ser menor pois possui o condensador na parte de cima. Faça uma visita em http://www.copper-alembic.com/ que vc vai curtir as animações explicando os processos.